quarta-feira, 13 de junho de 2007

vestígios de ti por toda minha carne
esquecer, pensamento que padece.

Um comentário:

Dionisios disse...

Nietzsche – de alguma maneira paroxística sobre um qualquer que lê sem seriedade quer a alegria, porém, não deseja herdeiros, nem filhos – a alegria quer ela mesma, quer a eternidade, a repetição das mesmas coisas, ela quer que tudo permaneça eternamente igual. igual em sua diferença;
cada Leo é um em seu plano.