quarta-feira, 4 de junho de 2008

E quando apagarem-se, enfim
todas as luzes
voltaremos,
pouco a pouco,
a contemplar os astros.

Só lá,
na escuridão mais profunda,
é que se pode ver
a verdadeira luz das estrelas,
as estrelas mais distantes.

2 comentários:

Henrique Araújo disse...

oi, leo.

trabalho no o povo. meu nome é henrique araújo. tô precisando falar contigo...

telefone: 3255 6112. qualquer coisa me manda um email com telefone.

abraços...

m.maia disse...

Grande Léo!!!
Como sempre, lá longe...
Bela poesia...
e...

Cadê o meu prefácio?

Um abraço.
Mmaia