domingo, 22 de junho de 2008

Tenho canções lindas dentro de mim.
Eu sei porque sonho com elas quase todas as noites.
Embalando meu sono, trilhando meus sonhos, acalmando minha alma...
Posso voar como uma bolha de sabão,
porque toda nota, cada nota, é dentro de uma bolha de sabão.
E o medo é uma agulha de furar bolhas.

Podemos voar, viver voando, flutuando como as estrelas.
O que pesa, o que nos atrapalha
é o medo.

6 comentários:

Raquel disse...

PERFECT!
como sempre,escrevendo lindas palavras!

minha pretensão:
Com Os Pés Firmes No Chão, Aprender A Voar!!! :)

sueli disse...

Maravilhoso livro!!!!! um sucesso!!! um brilhante escritor e tem tudo pra dar certo!!! Não é "bom" ficar longe de tudo que ele escreve !!

sueli disse...

Conheci Leo pessoalmente e foi um prazer trabalhar com este escritor t�o cheio de conhecimentos!!! Quisera eu saber escrever t�o bem desta forma!! Um ab�o , sua f� Sueli

sueli disse...

Conheci Leo pessoalmente e foi um prazer trabalhar com este escritor t�o cheio de conhecimentos!!! Quisera eu saber escrever t�o bem desta forma!! Um ab�o , sua f� Sueli

videos iconoclastas disse...

belissimo poema.

Lívia Nogueira disse...

medo..
armas e escudos
medo de nada
medo de tudo
de onde vem o medo?
conhecer o desconhecido
medo de andar
enquanto o medo já é um andar
é o primeiro passo.
é o primeiro ato.